Monthly Archives: Março 2017

Interessante proposta retro

A finais da primeira década deste século e inícios da presente, parecia emergir um novo género baseado na reinterpretação do thriller all’italiana; justo quando este dava as suas últimas alentadas com títulos menores e com o imparável declive de Argento. … Continue reading

Posted in Crítica | Tagged , , , , , | 1 Comment

Retorno falido

Um dos nomes destacados do cinema explotation é certamente Ruggero Deodato. Realizador de clássicos como Una Casa Sperduta Nel Parco, Un Delitto Poco Comune ou a famosa e polémica Cannibal Holocaust; levava 23 anos sem rodar uma longa-metragem para o … Continue reading

Posted in Crítica | Tagged , , | Leave a comment

XX

Nos últimos anos, assistimos à chegada de vários nomes de mulher à primeira linha do género de terror. Numa recente reportagem do diário The Guardian, a publicação britânica destacava, entre outras, Julia Ducornau (Raw), Karyn Kusama (The Invitation) ou Ana … Continue reading

Posted in Crítica | Tagged , , , , , , | Leave a comment

Cru

Hoje estreia-se no Estado Espanhol o filme Grave ou Raw, como é conhecido internacionalmente; Portugal terá de aguardar até Maio. Vem precedido dumas críticas excelentes e de não poucos prémios; entre eles, três no festival de Sitges (melhor diretora novel … Continue reading

Posted in Crítica | Tagged , , , , | Leave a comment

Kuripi

Os matizes da palavra inglesa creepy (arrepiante), em contraste com a física scary (assustador), referem-se à atmosfera, ao cenário , à construção do suspense. É uma sensação de estranheza pela introdução de elementos esquisitos ou duma ameaça indeterminada num entorno … Continue reading

Posted in Crítica | Tagged , | Leave a comment